sábado, 15 de fevereiro de 2014

Nobody Business com Zayn Malik (Parte 1)

  Meninas, vou postar esse imagine, mas quero que vocês fiquem cientes de que pode ou não ser o último... Depende apenas de vocês.
  Espero que gostem *-*


  9h00 A.M.
  Virei-me na cama, e dei de cara com o relógio de cabeceira.
  9h01 A.M.
  Ai. Meu. Deus.
  É hoje.
  Meu teste para o programa The X-Factor é hoje. E... E eu tenho menos de uma hora.
  Levantei-me da cama, e fui correndo ao banheiro fazer minha higiene pessoal.
  Voltei para o quarto.
  9h10 A.M.
  Me vi parada na frente do armário. Que roupa vestir?
  Depois de desperdiçar cinco dos meus preciosos minutos escolhendo a roupa, acabei assim:
  
  Voltei para o banheiro, apenas penteei o cabelo, e passei um batom.
  9h30 A.M.
  Peguei as chaves do meu carro, e minha bolsa e fui.... Eu estava tremendo, aquilo era simplesmente meu sonho.
  9h50 A.M.
  Vou chorar. Por que hoje? Por que justo hoje, o dia mais importante da minha vida, o transito resolve congestionar?
  Tenho só dez minutos para chegar. Dez minutos!
  10h10 A.M. 
  Faz dez minutos que eles fecharam os portões. E só agora eu consegui estacionar o carro em uma das vagas restantes.
  Odeio o transito. Odeio.
  Hoje eram as audições para o The X-Factor e... Eu eu estava atrasada.
  Caminhei até um dos grandes portões fechados e comecei a bater freneticamente. Foram só dez minutinhos de atraso.... E talvez, por um acaso que vai salvar minha vida, alguém pode me ouvir batendo e vim abrir para mim.
  Continuei a bater, até ouvir alguém conversando do outro lado do portão.
  - Abra o portão, Chris. - Era a voz de um homem. Baixa, grossa e incrivelmente sexy.
  - Mas.. Mas o Simon já mandou fechar, e pediu para não deixar mais ninguém entrar. - O outro homem, Chris, respondeu.
  - Eu estou pedindo para você abrir, depois me resolvo com o Simon. - Ele parou por um instante. - Aliás, as audições ainda nem começaram, senão, eu não estaria aqui.
  Senti o aperto em meu peito se aliviar... As audições ainda não tinham começado.
  - Okay, okay. - Chris respondeu, em um tom de raiva.
  Quando o portão se abriu eu pude ver o homem que intercedeu para que o Chris abrisse o portão e eu pudesse entrar. Ele era alto, magro e musculoso ao mesmo tempo, tinha os cabelos e os olhos mais negros que as trevas, e também um sorriso reluzente.
  
  Senti minhas pernas bambearem, era uma das pessoas mais bonitas que já conheci.
  Ele me estendeu a mão, enquanto eu ainda o encarava com um sorriso bobo e travesso no rosto, peguei a mão dele... Seu toque quente fez com que eu sentisse ondas de calor atravessarem meu corpo.
  - Senhorita... hum, qual seu nome? - Ele me perguntou, ainda com um sorriso no rosto.
  - (S/n). - Respondi, meio sem jeito.
  - Lindo nome... Não vou me esquecer de você. - Ele piscou e o sorriso em seu rosto alargou-se. - Por aqui.
  Ele me conduziu à uma sala repleta de pessoas.
  - As audições já estão para começar... Preciso ir. - Ele fez um meio bico com os lábios, como se estivesse pensando.
  - Obrigada por me deixar entrar... - Falei logo após ele soltar nossas mãos.
  - Não há de que... - Ele parou por um instante, e me encarou, como se estivesse fissurado a decorar cada mínimo detalhe meu. - Bom.. Até breve. - Ele falou com a voz um pouco mais baixa, obviamente, apenas para que eu ouvisse aquela parte, em seguida piscou para mim.

  xx Passam-se algumas horas... xx

  Conforme as horas iam se passando e as pessoas iam fazendo suas audições e indo embora, ficar ali, sentada, começou a se tornar tedioso, e completamente abominante, pois a qualquer momento, eu poderia ser a próxima a ser chamada.
  O que eu faria se não conseguisse? E se conseguisse?
  Bom, não preciso dizer que fui uma das últimas a serem chamadas, talvez, pelo meu eventual atraso, mas okay, isso não vem ao caso.
  O que importa é que eu estava tremendo, minhas pernas estavam bambas e eu suava frio. Mas não podia adiar nada. Levantei-me da cadeira onde estava sentada e conversava com a Thaís, outra concorrente, que como eu também estava a espera da sua vez...
  Entrei na sala onde os jurados estavam me aguardando. Ele estava lá. Ele estava lá e sorrio ao me ver. Achei que minhas pernas cederiam a qualquer momento, mas olhando nos olhos dele, eu me vi refletida neles, e mergulhei de cabeça no abismo negro dos mesmos.
  Me entregaram um microfone, coloquei ele na altura da minha boca e respirei fundo, foquei na direção do homem de cabelos negros e soltei a minha voz.
  Cantei a música Someone Like You, da Adele. Ao final da apresentação todos os jurados me aprovaram e o homem de olhos e cabelos como as trevas, que depois eu fiquei sabendo que se chamava Zayn Malik, me escolheu para o time dele.

  xx Passam-se várias semanas... xx

  A temporada do The X-Factor estava quase chegando ao fim.. Mas a convivência entre mim e Zayn, por outro lado, apenas melhorava e se fortalecia a cada dia.
  Segundo ele, eu estava tendo uma grande evolução a cada apresentação, e teria grandes chances de ganhar... Mas no momento eu não estava mais ligando para o prêmio, só tinha olhos para ele, e para a minha sorte, ou azar, ele também não me via apenas como uma simples concorrente.
 "So wake me up when it's all over... When I'm wiaer and I'm older... All this time I fadind myself... And I didn't know I was lost..."
  Meu celular tocou estridente a música Wake Me Up, do Avicii.
  Logo atendi, pois era o número do Zayn que apareceu no meu visor.
  - (S/n), oi, tudo bom? - Ele perguntou ansioso.
  - Oi, bebê. Tudo sim, e você? - Perguntei. E só percebi depois que havia chamado ele de bebê. Uglh. Que careta.
  - Err.. É sobre isso que eu quero conversar com você. - Ele respirou fundo. - Me procure em umas das salas de ensaio do The X-Factor.
  - Okay, Zayn. - Respondi.
  - E.. Mais uma coisa. - Ele pareceu escolher bem as palavras. - Não deixe "minha guarda-costas da Modest!" te ver.
  Em seguida ele se despediu e desligou.
  Me aprecei em me arrumar e chegar lá. Devia ser importante.
  Levei aproximadamente vinte minutos para chegar lá, e mais cinco a procura de algum sinal de vida nas salas do estúdio... Quando avistei a moça da Modest! percebi que deveria estar no caminho certo, olhei em volta e me dei conta que havia apenas mais uma sala.
  Quando ela saiu da minha vista, caminhei até a sala. Estava tudo escuro quando fechei a porta e comecei a procurar o interruptor.
  Neste exato momento senti duas mãos familiares na minha cintura. Zayn... Ele colou o corpo dele no meu, por trás, fazendo-me perder o fôlego. Depois encostou os lábios no meu ouvido e sussurrou:
  - Até que enfim.. - Então ele mordeu o lóbulo da minha orelha, e em seguida desceu uma trilha de beijos até o meu pescoço.
  - Ah, Zayn... Sem golpes baixos, por favor! - Ele fingiu não ouvir meu comentário e continuou a beijar meu pescoço. - Zayn.. A mulher da Modest! está lá fora te procurando, ela pode desconfiar. - Falei entre sussurros. - Aliás, você está namorando a Perrie.
  Ele me virou e me encostou na parede. E apensar do breu impossibilitar minha visão, eu podia imaginar o rosto dele em uma careta de indignação.
  - Você sabe que eu só estou com ela por conta do marketing. - Ele suspirou. - Eu até gosto dela, ela não é uma mé pessoa, só está sendo obrigada a fingir que está namorando comigo também. Mas.. - Ele parou de falar, e esperei que ele continuasse, mas ele não continuou.
  - Mas? - Perguntei.
  - Mas ela não é a mulher que eu escolheria para mim, pois essa mulher está bem na minha frente. - Ele encostou a testa na minha.
  - Sério? Onde que eu não estou vendo? - Falei sorrindo, enquanto ele soltava um risinho e depois me selava.
  
  - Sempre brincalhona... - Meu sorriso aumentou. - Te amo, pequena. - Ele sussurrou.
  - Te amo mais, Zayn. - E antes que ele pudesse discordar, levei meu lábios junto aos dele, para mais um beijo.
  Quando paramos para recuperar o fôlego, ele falou:
  - Bom, (S/n), apesar de gostar muito de estar nesta posição com você, eu preciso te falar de uma coisa séria.
  - Pode falar, Zayn. - Respondi, meio receosa.
  - Espera... - Ele se soltou de mim, e acendeu a luz da sala. Depois segurou minha mão e me levou até o pequeno sofá que tinha ali. - Pronto, agora eu posso falar com você, olhando dentro de seus olhos...
  - Sim.. - Arrisquei dizer.
  - Olha, antes de te conhecer eu já estava com a Perrie, mas depois de te conhecer eu não tenho olhos para mais ninguém... - Ele soltou um suspiro alto. - Mas tanto eu como você sabemos que isso é errado. Eu sou seu mentor neste programa, e tenho que manter o contrato do falso amor com a Perrie. Mas.. Eu te amo, eu te amo muito.
  Olhei para ele, e vi que realmente ele estava falando a verdade. Senti meus olhos começarem a arder.
  - Eu não quero te perder, nunca. Mas pra isso preciso que você me ajude em algo.
  - Sim.. - Respondi.
  - Eu não aguento mais aquela mulher da Modest! controlando minha vida e o que eu faço. Então, como sou cantor, e sou seu mentor, pensei se você gostaria de cantar comigo um dia desses no programa...
  - Claro que sim. - Espantei a queimação dos meus olhos, e sorri.
  - Sei que posso sempre contar com você... Te amo. - Ele me puxou para o colo dele e me beijou. - Então, é assim...
  Toc-Toc. Toc-Toc. Toc-Toc.
  Zayn me olhou confuso e preocupado.
  - Abra a porta. É a Marta, da Modest!
  
CONTINUA...

Bom meninas, gostaram dessa primeira parte?
Espero que sim...
COMENTEM POR FAVOR, quando tiver 5 comcomentários eu continuo u.u
 SENÃO A CONTINUAÇÃO DESSE IMAGINE NÃO VAI SAIR DO RASCUNHO *-*
#Mary

10 comentários:

  1. Eu simplesmente amei essa ideia de Fic ^^ não ouse parar hahaha continue / WarriorWithYou aqui :)

    ResponderExcluir
  2. Continuaa @tiniyoursmile

    ResponderExcluir
  3. Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaa .. pls ass : @1Depravados

    ResponderExcluir
  4. Continue please update :)

    ResponderExcluir
  5. mary continua pfvrrrrrrrr eu ameiiiiii @mashtonputa

    ResponderExcluir